História

Os militares estão certos

blog7Quem vê em qualquer farda uma ameaça à democracia, deve dar uma espiadela no que acontece em Portugal. Lá, os ‘Capitães d’Abril’ andam às turras com o governo pelo direito de usar a palavra no plenário da Assembleia da República. Dentro de 15 dias, os portugueses celebrarão os 40 anos da Revolução dos Cravos, de 25 de abril de 1974. Puxada pelos capitães do Exército, a intentona pôs fim a 41 anos de ditadura salazarista, dando início ao processo de descolonização tardia da África lusófona e inspirando milhares de latino-americanos que se achavam desesperançados e imersos na escuridão de suas própria ditaduras, do lado de cá do Atlântico. Enquanto capitães e homens de outros estamentos massacravam a democracia no Brasil, os irmão de armas portugueses assumiam a vanguarda da revolução democrática em Grândola, Lisboa e alhures. Tudo isso sem derramar uma só gota de sangue. Continuar lendo

Anúncios
Padrão